sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Ucrânia: Quer um TGV?

A Ucrânia está com problemas claros a financiar-se como mostra o gráfico em baixo.



É mais barato para a Ucrânia financiar-se a 5 anos do que a 2 anos o que indica dificuldades graves em arranjar liquidez no curto prazo. Se a yield curve não inverter rapidamente seguirá pelo caminho da Islândia.


Se alguém tiver disponível os dados para dívida de prazo inferior a 2 anos agradecia que me deixassem esses dados. Para já fica só esta noticia da Forbes que foi a unica que encontrei. Parece que o caso está a passar ao lado (como de costume) da imprensa generalizada.

Update: Entretanto encontrei uma noticia da Bloomberg que explica melhor o que se passa e que se resume em 5 pontos:

1) A CP lá do sitio não pagou o que devia ao Barclays porque a crise está má para todos.

2) Este empréstimo do Barclays não está garantido pelo governo.

3) Existe um segundo empréstimo do Deutsche Bank que tem garantias explicitas do governo.

4) O mercado tem medo que essas garantias sejam accionadas e que o governo não cumpra.

5) Essa reacção do mercado é visível não só na curva de yields como no custo dos CDS (Credit Default Swaps).

3 comentários:

Dax Speculator disse...

Boas,

Islândia, Ucrânia, Hungria, Equador, Seychellas... quem sabe quantos e quais irão falir? As maiores probabilidades recaem sobre a Europa de Leste e Central pois estes têm, para além de défices insustentáveis, as suas moedas a desfalecer.

Eu não sei mas tenho a impressão que isso ainda não foi devidamente descontado pelos mercados...

Encontrei um bom artigo de opinião: http://www.contrarianprofits.com/articles/avoid-emerging-market-debt-as-default-risk-increases/12336

PS: parabéns pelo excelente conteúdo do blog.

Cumprimentos,

Dax Speculator

Nuno Branco disse...

Oi,

Dei uma vista de olhos no link mas esse artigo já é de Janeiro. Não querendo menosprezar a situação (que continua séria) as coisas desde Março melhoraram significativamente nos mercados de dívida da zona euro.

Qem está mais aflito neste momento será a Grécia. Dá uma vista de olhos neste gráfico:
http://inflaccionista.blogspot.com/2009/11/o-custo-da-divida.html

Dax Speculator disse...

Boas,

Sim, é um artigo de Janeiro mas uma boa parte do seu conteúdo continua a ser verdadeiro pois se os mercados de dívida melhoraram desde Janeiro, já o endividamento e défices de conta corrente da maior parte desses países pioraram! O país que representa maior risco para os mercados financeiros é, na minha opinião, o Japão pois tem um debt-ratio-to-gdp perigosamente próximo dos 200%: ver esta notícia da Bloomberg:

http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601101&sid=aDDufj4SrzYo